Nautilus Nautilus
Minha Conta
Acesse sua conta

Mais Visões

Bomba de Calor Nautilus Automática-Modelo 105-Trifásica-380 V

ok + -
Encontrar revenda

Características do produto

Informações Adicionais

SKU BMBCNA-Modelo 105-Trifásica-380 V
Altura (cm) 9000
Fases Trifásica
Voltagem 380 V
Artigos relacionados
Artigos Relacionados
  1. Natação para crianças: quais os benefícios?

    15/01/2018 13:01

    Estimular os pequenos a praticarem atividades físicas é muito importante, visando ao seu bem-estar, lazer e boa saúde. E quando falamos em...

    Estimular os pequenos a praticarem atividades físicas é muito importante, visando ao seu bem-estar, lazer e boa saúde. E quando falamos em atividades físicas, a natação para crianças é, sem dúvida, uma das mais recomendadas, tendo em vista que, além dos benefícios para a saúde, ela ajuda as crianças a não terem medo da água, do mar e de piscinas, conseguindo proteger-se e usufruir adequadamente desses ambientes.

    Para o melhor aproveitamento da natação para crianças, vale lembrar que esse aprendizado é dividido em fases. Na primeira, que vai de seis meses a dois anos, os pequenos aprendem a se mexer na água e a brincar de forma lúdica. Aqui os bebês passam a ter noções de espaço e tempo, aumentam a resistência cardiorrespiratória e também muscular, aprendem formas de deslocar-se na piscina com maior independência e se preparam, tanto fisicamente como psicologicamente, para o auto-salvamento.

    Já na segunda fase, que abrange entre três e quatro anos de idade, a criança aprende a se deslocar de um lado para o outro, o que torna essa etapa conhecida como a da propulsão. A seguinte envolve crianças entre cinco e seis anos e serve para os pequenos desenvolverem os mais diferentes estilos de nado. A última fase, que ocorre entre os sete e os doze anos de idade, é o período do aperfeiçoamento dos estilos.

    Mas a natação para crianças não serve apenas para aprimorar técnicas, ela possui muitos benefícios, como os que veremos a seguir. Acompanhe!

    1. A natação para crianças ajuda a melhorar a respiração

    Pais de crianças com problemas respiratórios são orientados pelos médicos a optarem pela natação, tendo em vista que esse esporte auxilia o sistema cardiorrespiratório. A pratica na água estimula a respiração correta e os músculos do coração também são aprimorados, diminuindo as chances de alguma doença ou complicação surgir ou ser agravada.

    2. Aperfeiçoa a circulação sanguínea

    Nadar três vezes por semana favorece consideravelmente a circulação sanguínea, melhorando a distribuição de nutrientes no corpo e, por consequência, a oxigenação.

    3. A natação para crianças ajuda a controlar o peso

    A obesidade infantil é um problema grave no país - de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 1/3 das crianças brasileiras entre 5 a 9 anos está acima do peso.

    Com a pratica da natação para crianças, é possível combater esse mal e perder peso com a atividade física de forma lúdica e agradável.

    4. A natação para crianças favorece um sono mais tranquilo

    Assim como toda atividade física, a natação auxilia as crianças a terem um sono mais tranquilo, já que a prática é bastante intensa e faz com que elas peguem no sono com mais facilidade, relaxando e descansando durante a noite toda.

    5. Natação é diversão e segurança para as crianças

    Além de ser uma atividade física que tem benefícios para a saúde, a natação para crianças é, também, uma diversão, pois possibilita que elas possam brincar com os coleguinhas enquanto fazem a aula e quem mora em apartamento pode usufruir da piscina do condomínio, se divertindo de forma segura com seus amigos e vizinhos, o que favorece, também, as habilidades sociais das crianças.

    Além disso, saber nadar é fundamental para evitar acidentes. Caso a criança caia em uma piscina funda, por exemplo, consegue nadar até a borda e pedir ajuda. Também é importante estar atento às dicas de segurança na piscina para crianças, para que todos possam se divertir com segurança.

    Viu como a natação oferece diversos benefícios para as crianças? Que tal incentivar seu filho a aderir a essa prática?

    Você ficou com alguma dúvida sobre os benefícios da natação para as crianças? Escreva pra gente pelos comentários e até a próxima. 

  2. Ano novo, piscina nova: dicas para a piscina durar mais

    08/01/2018 11:01

    Ter uma piscina em casa envolve, ao mesmo tempo, prazer e responsabilidade. Quem apenas curte as águas durante o clima quente em hotéis e casa de...

    Ter uma piscina em casa envolve, ao mesmo tempo, prazer e responsabilidade. Quem apenas curte as águas durante o clima quente em hotéis e casa de amigos não sabe que os donos de piscina precisam dedicar-se para mantê-la funcionando da melhor forma.

    No verão brasileiro, muitas pessoas realizam esse verdadeiro sonho, no entanto, podem ser surpreendidos pelos cuidados necessários para manter a piscina.

    Algumas dicas simples podem ser levadas em conta, tanto para aumentar a vida útil da piscina como para diminuir os gastos com ela. Por esse motivo, no post de hoje, vamos dar dicas de como fazer sua piscina durar mais. Acompanhe!

    1. Para a piscina durar mais, mantenha a motobomba em um ambiente livre de chuva e sol

    O cuidado com a água é importante, mas a correta armazenagem da motobomba também. Por isso, a mantenha sempre em um local fechado para que não pegue chuva ou fique exposta ao sol.

    2. Compre os produtos químicos da sua piscina com antecedência e em quantidade

    As lojas de produtos de piscina, geralmente, fazem liquidações especiais durante o inverno para atrair pessoas, já que a piscina é pouco utilizada nessa estação (caso você não possua um aquecedor).

    Essa é uma boa oportunidade de economizar e sempre ter os produtos à mão quando for necessário. Assim, você não atrasará ou deixará de fazer a limpeza e manutenção da piscina por falta de produtos em casa.

    E se tiver um gerador de cloro em sua piscina, melhor ainda! Além de garantir água limpa e cristalina o ano todo, não demanda armazenamento de produtos químicos em sua residência.

    3. Entenda a alcalinidade e o nível de PH da sua piscina

    Para que a água de sua piscina esteja sempre limpa, é importante entender que a alcalinidade é uma maneira de medir a capacidade da água para neutralizar a acidez. Os níveis de alcalinidade estão diretamente relacionados ao pH da sua água. Quanto maior a alcalinidade total, maiores serão os níveis de pH da sua piscina.

    Os níveis de pH medem como as substâncias ácidas ou básicas são, e a escala tem um intervalo entre 0 e 14, com um pH neutro a 7.

    Entendendo como isso funciona, você poderá manter sua água sempre na melhor qualidadee fazer com que sua piscina dure mais. Afinal, a água inadequadamente equilibrada pode, além de irritar a pele e os olhos, transformar sua piscina em um terreno fértil para bactérias. Esse tipo de bactéria também tende a arruinar partes substanciais de seu equipamento, e aumentar seus gastos com manutenção.

    Compre, portanto, alguns kits para testar a água e seus níveis químicos.

    4. Faça a limpeza adequada para a sua piscina durar mais

    Cada tipo de piscina demanda diferentes cuidados com a limpeza. Por exemplo:

    Piscina de vinil

    As piscinas de vinil sofrem mais facilmente com o uso de produtos químicos, sobretudo com o cloro aplicado excessivamente, o que leva ao desbotamentoe ressecamento da superfície. Ao contrário do que muita gente pensa, esse tipo de piscina também precisa ser escovado, mas evitando as escovas duras (como as de aço e alumínio), que podem danificar seu material. Para a piscina durar mais, dê preferência às escovas macias e de formas arredondadas, que não causarão danos ao vinil. A peneira deve seguir o mesmo critério: ser leve e ter seus cantos arredondados.

    Piscina de fibra

    A limpeza das paredes da piscina de fibra deve ser feita com uma esponja com cerdas de nylon. Já para as bordas, utilize uma esponja macia. Esses cuidados são necessários para não arranhar a fibra do equipamento.

    Piscina de alvenaria

    As piscinas de concreto ou alvenaria podem sofrer com rachaduras e a aspereza dos azulejos e patilhas. Para evitar esse problema e a piscina durar mais, é importante utilizar produtos químicos específicos para acabamentos de concreto/alvenaria, que ajuda a manter o ambiente limpo e a evitar que sua estrutura fique áspera e quebradiça. O excesso de produtos químicos também pode prejudicar a vida útil da piscina, levando à corrosão do rejunte e fazendo com que o revestimento (azulejos, pastilhas, mosaicos ou pedras) se solte ou quebre.

    5. Utilize um gerador de cloro

    Como vimos, utilizar uma quantidade inadequada de cloro pode prejudicar a longevidade de sua piscina. Para evitar esse problema, a melhor solução é utilizar um gerador de cloro. O equipamento produz a substância de forma automatizada, a partir do sal, mantendo sua piscina clorada na medida certa e de forma contínua. Alémdisso, o gerador automatiza a cloração, eliminando a necessidade manual, acabando com os riscos do transporte e os erros na dosagem.

    Dica extra: avalie a contratação de um piscineiro

    Sabemos que você deve ter uma rotina atribulada e que, às vezes, fica difícil conciliar os cuidados regulares com a sua piscina. Nesse caso, para a piscina durar mais e estar sempre pronta para ser utilizada com segurança, avalie a contratação de um piscineiro - assim, a sua única preocupação será com a diversão. Ano novo, piscina nova! Com essas dicas, você começará 2018 aproveitando o melhor do verão em sua piscina e terá a certeza de que ela ainda vai gerar muita diversão por diversos anos e estações! Nossas dicas para a piscina durar mais foram úteis para você? Ficou comalguma dúvida? Deixe sua mensagem nos comentários e confira outras dicas valiosas para cuidar bem de sua piscina aqui no blog da Nautilus. Até a próxima!
  3. Dia do salva-vidas: desafios de quem protege os banhistas

    26/12/2017 11:12

    Seja na piscina ou na praia, lá do alto, uma figura atenta está sempre presente observando os banhistas com um olhar apurado e cuidadoso. Ao menor...

    Seja na piscina ou na praia, lá do alto, uma figura atenta está sempre presente observando os banhistas com um olhar apurado e cuidadoso. Ao menor sinal de perigo, mergulha imediatamente na água para ajudar e fazer o resgate: o salva-vidas evita afogamentos e é o responsável por prestar os primeiros-socorros que são essenciais para garantir o bem-estar da vítima e evitar qualquer tipo de sequelas oriundas do acidente.

    No dia 28 de Dezembro é o dia do salva-vidas – um profissional com coração de herói e que não pensa duas vezes quando o assunto é socorrer alguém. Muitos acreditam que a escolha da data tem um significado religioso, já que, na Bíblia, ela é mencionada como sendo o dia de proteção do anjo Damabiah, responsável pelo bem-estar daqueles que vivem dentro e próximos do mar.

    Para homenagear esses profissionais e lembrar do dia do salva-vidas, fizemos uma entrevista com um especialista para que você possa conhecer um pouquinho da rotina emocionante e agitada desses verdadeiros anjos dos banhistas. Conversamos com o Michel, um Guardião de Piscinas do Rio de Janeiro (essa é a nomenclatura por lá). Confira.

    1. Como é o dia a dia do salva-vidas ou guardiãode piscina?

    O guardião sempre chega no horário da abertura da piscina. Ele se apresenta uniformizado, com seu shorts, camiseta e chinelos.

    Logo, começa o tratamento da água, fazendo a aspiração da piscina e a limpeza das bordas.

    A rotina de um dia do salva-vidas também inclui a verificação da casa de bombas da piscina e do kit de primeiros-socorros.

    2. Quais são os cursos e treinamentos necessários para ser um guardião da piscina?

    Quem deseja atuar como um guardião da piscina precisa fazer um curso e realizar provas e treinamentos físicos, que avaliam o desempenho dos candidatos e determinam se eles estão preparados e em boas condições para a profissão.

    3. Qual é a rotina de treino físico e psicológico?

    Durante o curso, os candidatos aprendem diversas técnicas que são essenciais no dia a dia do salva-vidas, por exemplo, como retirar o afogado da piscina, avaliá-lo e realizar corretamente as massagens cardíacas.

    O treino físico é bastante forte, levando os candidatos à exaustão, o que ajuda a prepará-los para salvamentos difíceis. Durante o curso, alguns afogamentos são simulados para avaliar de que maneira cada um dos alunos reage quando está sob pressão.

    Os exercícios físicos mexem muito com o psicológico dos alunos e os cursos são de intensa correria, tudo para preparar os candidatos para a real rotina de um salva-vidas.

    4. Qual foi a situação mais surpreendente pela qual você já passou?

    Eu lembro que já estava formado há quase 2 anos e nunca tinha passado por uma situação de socorro. Até que, em um domingo, retirei duas crianças que caíram na piscina e não sabiam nadar. Tudo aconteceu de forma muito rápida, basta um piscar de olhos para um acidente ocorrer.

    5. Qual é o principal incidente que acontece na piscina?

    Sem dúvidas, os envolvendo crianças. Esse tipo de acidente ocorre, principalmente, por falta de atenção das babás ou dos pais, que não levam boias ou se distraem e tiram os olhos das crianças.

    6. Quais são os primeiros-socorros em caso de afogamento?

    Em caso de afogamento, é fundamental saber reconhecer a diferença entre uma parada cardíaca e uma respiratória. O curso de salva-vidas ensina a fazer essa distinção e, também, como realizar a massagem de maneira correta. Além disso, é essencial pedir que alguém chame o auxílio de uma ambulância.

    7. Quais são as medidas de segurança para piscinas de casa?

    Entre as medidas de segurança, as piscinas de casa precisam ter cercas ou muros que diminuam as chances de acidentes com crianças. Além disso, é fundamental ter mecanismos de interrupção das bombas e proteção contra sucção.

    8. Quais são as orientações para pessoas que frequentam piscina de condomínio ou clube?

    Ao frequentar uma piscina, o primeiro cuidado deve ser com as crianças. Colocar boias, evitar qualquer tipo de brincadeira que possa causar acidentes, como quedas, cortes e, até mesmo, desmaios.

    Além disso, os frequentadores nunca devem entrar na piscina com objetos de vidro, pois eles podem causar acidentes.

    Em toda piscina existem normas para utilização. Geralmente, as orientações ficam em placas posicionadas na entrada da piscina. Para que todos tenham um dia maravilhoso, basta prestar atenção e respeitar as normas e o profissional que está ali para orientar e ajudar: o guardião da piscina.

    No dia a dia do salva-vidas, ele previne situações de riscos e é o responsável por prestar salvamentos, resgatar vidas e proteger pessoas. No dia 28 de Dezembro, dia do salva-vidas, não se esqueça de parabenizar aqueles profissionais que escolheram guardar o que você tem de mais precioso: a sua vida e a de quem você ama.

    E você, já imaginava como é o dia a dia do salva-vidas? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário e até a próxima!

Solicitar Orçamento:
Solicite seu orçamento através do formulário abaixo.
Se preferir, entre em contato diretamente pelo telefone ou e-mail.
  • Aproveite e cadastre uma senha abaixo para ter acesso completo ao maior Portal de Lazer do Brasil