Minha Conta
Acesse sua conta

banner-regua-ebook-inverno

Mais Visões

Ozonizador Nautilus para piscina NAU 55

TRATAMENTO COM OZÔNIO, CONHEÇA O OZONIZADOR NAUTILUS NAU 15 PARA PISCINAS


O Ozonizador Nautilus para piscina - NAU 55 foi desenvolvido para uso residencial e deve ser instalado na casa de máquinas pois funciona com a filtração ou recirculação.


O Ozonizador Nautilus para piscina trata a água com a produção de Ozônio (O³), conhecido como oxigênio ativo,é um poderoso bactericida, algicida, etc. Aplicado na desinfecção da água, o Ozônio (O³) faz o papel de agente microbiológico e oxidante.


O modelo do Ozonizador Nautilus para piscina - NAU 55 atende piscinas residenciais com volume de 46.000 à 55.000 litros.


O tratamento com o Ozonizador Nautilus para piscina exige o uso de outro sanitizante que mantenha o residual ativo na água da piscina, esse sanitizante pode ser com ou sem cloro, para ação quando o equipamento não estiver em funcionamento, assim, garante tratamento eficaz, eliminando micróbios e outros resíduos, mantendo a água livre de contaminantes.
Conta ainda com a garantia de 1 ano e assistência técnica.


Veja o manual do produto.

Encontrar revenda

>

Características do produto

Informações Adicionais

SKU 31020005
Altura Produto 410 mm
Largura Produto 225 mm
Profundidade Produto 125 mm
Artigos relacionados
Artigos Relacionados
  1. 5 vantagens que os clientes veem na compra do gerador de cloro

    20/12/2016 17:12

    Se você é dono de uma loja de piscina, ou está pensando em abrir uma, muito provavelmente já ouviu falar do gerador de cloro, não é mesmo? Este é...
    5 vantagens que os clientes veem na compra do gerador de cloro

    5 vantagens que os clientes veem na compra do gerador de cloro

    Se você é dono de uma loja de piscina, ou está pensando em abrir uma, muito provavelmente já ouviu falar do gerador de cloro, não é mesmo? Este é um equipamento que produz cloro automaticamente, a partir do sal adicionado na água.

    Mas na hora em que se deparou com ele, você deve ter se perguntado: quais vantagens o consumidor veria na compra desse equipamento, a ponto de atraí-lo para a minha loja de piscina?

    Pois é exatamente sobre isto que falaremos no post de hoje. Abaixo, listamos 5 vantagens que os clientes veem na compra do gerador de cloro e o porquê você deveria oferecer esse produto ao seu público. Acompanhe e descubra como usá-lo a favor do seu negócio.

    1. Gera muita economia

    Estamos vivendo uma época de crise e instabilidade econômica. Exatamente por isso é que os consumidores estão mais conscientes e buscando alternativas inovadoras, pois é preciso reduzir custos de todos os tipos para não estourar o orçamento. Nesse cenário, a principal vantagem que os clientes podem ver no gerador de cloro é que ele é um dos sistemas mais econômicos disponíveis atualmente para o tratamento de água de piscinas. O gerador de cloro proporciona uma economia de até 80% nas despesas em relação ao tratamento convencional, com o balde de cloro granulado (entenda essa economia obtida conversando com um representante da Nautilus). Isto, certamente, chamará a atenção de muitos clientes para a sua loja, que passarão a tê-la como referência no setor de piscinas.

    E enquanto os consumidores economizam no dia a dia, a loja de piscina realiza uma venda com maior lucratividade porque, além de comprar o gerador de cloro, eles também precisam adquirir, a cada três ou quatro meses, o sal, que é a matéria-prima do equipamento.

    Essa frequência de compra é similar à do balde de cloro granulado; no entanto, o fator mais importante e que permite uma maior lucratividade na venda do gerador de cloro é o modelo de negociação comercial entre as duas categorias de produtos.

    Isso porque quando a revenda compra um produto químico, como o balde de cloro, é necessário adquirir um volume muito grande para obter uma condição comercial atraente, o que impacta no fluxo de caixa e, muitas vezes, compromete o poder de compra do negócio.

    Em contrapartida, a dinâmica de negociação com o fabricante do gerador de cloro não requer uma compra de grandes quantidades para uma boa condição comercial; e, o que é muito importante, o produto tem um preço de compra que permite melhor margem para a revenda, ao mesmo tempo em que tem um preço atrativo para o consumidor final.

    Para se ter uma ideia, o lucro realizado na venda de um gerador de cloro equivale, aproximadamente, ao mesmo lucro que se obtém na venda de baldes de cloro ao longo de seis anos (valor aproximado; entenda mais detalhes com um representante).

    2. Realiza o tratamento automaticamente

    Muitas pessoas não possuem tempo suficiente para realizar a cloração manual em dias alternados, acham esta tarefa muito trabalhosa ou, simplesmente, pela piscina ficar na casa de veraneio, não estão disponíveis e nem podem delegar essa função a alguém.

    E é exatamente por isso que o gerador de cloro pode chamar muita atenção dos consumidores com esse perfil, pois ele automatiza o processo de cloração e elimina a necessidade de fazer dosagens constantes de cloro.

    Dessa forma, o produto oferece ao consumidor a economia do seu tempo, um ativo cada vez mais valorizado no dia a dia moderno. E a partir de procedimentos muito simples e rápidos, o cliente consegue ter sua piscina sempre pronta para o uso - que é o que move as pessoas a terem essa opção de lazer em casa.

    3. Elimina a preocupação em manusear o cloro

    O cloro granulado é um produto químico perigoso, que pode causar acidentes se manuseado e armazenado incorretamente. É por isso que muitas pessoas que têm piscina evitam o contato com essa substância. E quem tem crianças pequenas e/ou animais domésticos deve ficar ainda mais atento e manter o produto longe do alcance para evitar acidentes.

    Ter o gerador de cloro em sua loja de piscina, disponível para os seus consumidores, elimina essa preocupação, pois ele produz cloro a partir do sal e elimina o manuseio do cloro granulado.

    4. Evita o cheiro forte de cloro

    Muitos usuários de piscina vão às lojas procurar uma solução para o forte odor de cloro que sentem ao tratar a piscina. A percepção é que esse cheiro indica que há excesso de cloro na água, o que pode prejudicar a saúde de quem for utilizá-la. Mas isto não é verdade. O forte odor representa, na verdade, a ausência de cloro. Nesse sentido, o gerador de cloro também é uma excelente saída, pois evita o forte cheiro, tratando a água da maneira correta, sem inconvenientes no uso da piscina.

    5. É amigável ao meio ambiente

    A preocupação dos clientes em relação ao meio ambiente cresce a cada dia, e, por isso, eles estão sempre em busca de soluções no mercado que sejam comprometidas com essa causa.

    Muitos clientes de loja de piscina também querem adquirir equipamentos sustentáveis. O gerador de cloro é uma ótima opção, pois sua base de tratamento é o sal, e ele evita a substituição de água da piscina e o seu desperdício, que é o que acontece quando a piscina não é bem tratada e fica com problemas (água verde, água turva, etc).

    Estas são as principais vantagens que os consumidores veem na compra de um gerador de cloro, e que os levam a procurá-lo na loja de piscina. O que mais chama a atenção nesse gerador é o fato dele ser mais econômico e automatizar todo o processo. E como a redução de custos e a facilidade são procuradas pela maior parte dos consumidores, os donos de lojas de piscina não podem deixar de ter o gerador de cloro em suas prateleiras.

    Acredite: ter o gerador de cloro disponível é uma forma de gerar receita, mas, principalmente, de construir uma maior credibilidade no relacionamento com os consumidores, afinal de contas, você estará oferecendo uma solução inovadora, que, muito provavelmente vai surpreendê-los.

    E você, já conta com esse equipamento no seu estoque? Ficou com alguma dúvida sobre o porquê tê-lo no seu mix de produtos é importante para os negócios? Escreva pra gente pelos comentários e até a próxima.

    Ebook Cuidados com as Piscinas no inverno

  2. 4 razões para adotar o tratamento automatizado na piscina da sua casa

    16/12/2016 17:12

    Encontrar a água da piscina sempre clorada, cristalina e pronta para o uso, mas sem ter tanto trabalho para tratá-la: parece um sonho, não é...
    4 razões para adotar o tratamento automatizado na piscina da sua casa

    4 razões para adotar o tratamento automatizado na piscina da sua casa

    Encontrar a água da piscina sempre clorada, cristalina e pronta para o uso, mas sem ter tanto trabalho para tratá-la: parece um sonho, não é mesmo? Ao contrário do que muitos pensam, o tratamento automatizado na piscina já é uma realidade. Ele é feito por meio de equipamentos modernos, como o gerador de cloro a base de sal, dosador de cloro e clorador flutuante, que realizam o tratamento de forma automática e contínua, reduzindo dosagens constantes de produtos.

    Abaixo, listamos alguns motivos para você apostar no tratamento automatizado na piscina o quanto antes. Confira:

    1. Você não perderá seu tempo

    A correria do dia a dia não permite que grande parte dos donos trate suas piscinas corretamente. E mesmo quando sobram alguns minutos na agenda, é preferível usar o tempo livre para descansar e, como o tratamento é muito técnico, com termos difíceis e muitas etapas, é possível que aconteçam erros, como a adição de cloro na medida ou na frequência errada, o que pode trazer muitas dores de cabeça. Alguns proprietários de piscina contam com os serviços do piscineiro, mas, ainda assim, para que o trabalho desse profissional renda e dê bons resultados, a piscina requer dosagens de produtos em dias que o piscineiro não estará escalado para trabalhar.

    A falta de tempo é um problema que pode ser facilmente contornado com o tratamento automatizado na piscina. O dosador, por exemplo, libera dosagens periódicas do cloro na água, automaticamente. Basta adicionar certa quantidade de tabletes de cloro e ele fará um trabalho de cloração contínua por semanas, sem a necessidade de ficar adicionando, constantemente, mais quantidade de cloro na água. Já o gerador funciona em conjunto com a filtração e gera o cloro automaticamente, a partir do sal adicionado na água da piscina.

    2. Você terá pouco ou nenhum contato com o cloro

    Outra vantagem do tratamento automatizado na piscina é que ele exige pouco, ou nenhum, contato com o cloro, que é um produto químico que demanda cuidados no manuseio e estocagem. Muitas pessoas preferem ficar longe do cloro granulado, pois é um produto químico perigoso. O dosador e o clorador flutuante utilizam pastilhas de cloro com baixa dissolução, seu uso é menos frequente quando comparado ao cloro granulado, as pastilhas ou tabletes são fáceis de manusear e duram mais tempo na piscina. Já o gerador utiliza o sal para produzir o cloro, não exigindo, assim, o manuseio direto do cloro granulado ou em pastilha.

    3. Você não cairá no esquecimento

    Muitos donos de piscina por conta, também, da rotina agitada, não reservam um tempo para o tratamento em sua agenda, e acabam se esquecendo de realizá-lo. Só se lembram, mesmo, quando vão utilizar a piscina nas horas vagas, e acabam encontrando a sua água suja e desistindo de aproveitar o dia de sol. O tratamento automatizado na piscina também resolve essa questão, exigindo apenas a reposição (que não é constante, sendo necessária, em média, a cada 3 ou 4 meses) do sal na água ou das pastilhas de cloro.

    4. Você terá a sua piscina sempre tratada e pronta para usar

    É muito frustrante ter uma piscina e, na hora de usá-la, a água estar com algum tipo de problema, simplesmente devido à falta de tratamento. Neste caso, ao invés de relaxar após um período agitado, a pessoa terá dores de cabeça. O principal benefício do tratamento automatizado na piscina é que ele mantém a água sempre clorada e pronta para o uso.

    Problemas como a água verde (causada pela proliferação de algas), o cheiro forte de cloro e a formação de focos do mosquito Aedes aegypti na piscina são resultados da falta de cloro. Os equipamentos de tratamento automatizado na piscina evitam todos esses problemas e mantêm a água cristalina e sempre pronta para ser utilizada, sem a necessidade de dosagens manuais e constantes.

    E então, está convencido de que o tratamento automatizado na piscina da sua casa é tudo o que você precisa? Aproveite para baixar o nosso eBook Guia de Automação Total da Piscina ou entrar em contato conosco para tirar as suas dúvidas!

    Ebook Cuidados com as Piscinas no inverno

  3. Por dentro da casa de máquinas da piscina

    14/10/2015 10:10

    O processo de manutenção da piscina requer duas etapas importantes: o tratamento físico e o tratamento químico. Vamos entender melhor o processo do...
    nauti-blog (23)

    O processo de manutenção da piscina requer duas etapas importantes: o tratamento físico e o tratamento químico. Vamos entender melhor o processo do tratamento físico:

    A filtração é um passo fundamental no tratamento da água para as piscinas que ocorre através de equipamentos específicos instalados normalmente na casa de máquinas. A casa de máquinas é normalmente um espaço subterrâneo destinado à instalação dos equipamentos que são conectados à piscina através de tubulações, por sua vez, conectadas aos diversos dispositivos da piscina (tais como ralos de fundo, dispositivo de aspiração, retorno, hidromassagem, etc.).

    Como funciona a filtração: o processo é realizado basicamente por dois equipamentos, o filtro e a motobomba. A motobomba faz a sucção da água da piscina para que passa por dentro do filtro, que contém um elemento filtrante – com cargas de areia ou zeólita. Ao passar por essa etapa, os sólidos em suspensão na água da piscina ficam retidos no filtro. Ao retornar para piscina através dos dispositivos de retorno a água está limpa e cristalina, além de proporcionar uma melhor eficiência no cuidado da água com produtos químicos.


    FILTROS: são tanques que têm em seu interior um elemento filtrante (normalmente areia ou zeólita) e com válvulas seletoras (que são multivias) instaladas na parte superior do tanque do filtro. Essas válvulas comandam as operações do filtro, veja abaixo quais são os comandos (atenção, as operações podem variar de acordo com o modelo do filtro):

    FILTRAR: processo de limpeza em que a água da piscina passa pelo elemento filtrante no interior do filtro (areia ou zeólita) e retém as partículas de sujeira em suspensão na água. A filtração é um processo que deve obedecer ao tempo indicado para cada tipo de piscina (o tempo varia de acordo com o volume, profundidade, tipo de uso, etc.) Quando atendido o tempo indicado, a filtração pode ser equivalente à 50% do tratamento da água, que necessita também de tratamento químico para a sanitização completa da água.

    RETROLAVAR (LAVAR): operação de lavagem do elemento filtrante necessária sempre que o elemento filtrante (areia ou zeólita) estiver saturado, ou seja, com excesso de sujeira em seu interior, isto é, quando a pressão do manômetro entrar no início da zona em amarelo, ou seja, atingir 12 libras/pol2. O tempo de lavagem será o necessário até que o fluxo da água, visto através do visor de retrolavagem, não apresente mais aspecto turvo.

    PRÉ-FILTRAR: A operação PRÉ-FILTRAR deve ser feita sempre depois da operação LAVAR (retrolavar) e deve ter a duração máxima de 30 segundos. Essa operação evita que resíduos que tenham ainda permanecido no interior do filtro, durante a operação LAVAR (retrolavar), retornem à piscina, levando sujeira para a água. Nunca acione a operação FILTRAR sem que essa operação PRÉ-FILTRAR seja realizada, caso contrário, a sujeira contida no filtro pode retornar à água da piscina.

    RECIRCULAR: operação normalmente indicada para a homogeneização dos produtos químicos na água, logo após a aplicação dos mesmos, ou para quando a cascata ou a hidromassagem for acionada, por exemplo.

    DRENAR: operação recomendada para o esvaziamento da piscina, quando necessário, como para aspirar algas decantadas ou excesso de resíduos no fundo da água, seja sujeira ou produto químico. Essa operação é realizada com o auxílio de um rodo aspirador e, nesse comando, a água é descartada para o esgoto.

    FECHAR: operação para detectar vazamentos na tubulação ou problemas nos equipamentos, trabalha sob a pressão máxima da motobomba. Essa operação também é recomendada para períodos em que o equipamento for ficar desativado por um longo tempo.

    A Nautilus desenvolveu filtros de alta performance que garantem limpeza total à piscina e atendem às necessidades do consumidor, independentemente do tamanho e tipo de uso da piscina, sempre dimensionados de acordo com a norma específica do setor, a NBR 10.339.

    Os filtros Nautilus são produzidos com tanque em polietileno rotomoldado, em uma peça única, sem emendas, à prova de corrosão, com alta resistência a tensões residuais, características essas que permitem ser a única empresa no mercado a oferecer 3 anos de garantia sobre os tanques.

    Além da linha convencional de filtros, que são instalados em casas de máquinas, a Nautilus possui também a linha de filtros montados sobre carrinhos, indicada para piscinas que não possuem rede hidráulica, sem ralo de fundo e dispositivos de retorno ou aspiração.


    MOTOBOMBAS: no processo de filtração, as motobombas são equipamentos com motores elétricos responsáveis pela sucção da água que deverá passar pelo filtro. A sucção dessa água pode ser feita através de um ralo de fundo ou então por um dispositivo de aspiração, água essa que volta para a piscina, após a passagem pelo filtro, através dos dispositivos de retorno. Na operação DRENAR, a água succionada pela motobomba vai para o esgoto.

    Para uso em piscinas, a Nautilus oferece a linha de motobombas autoescorvantes, série NBF, produzidas em plástico de engenharia, acopladas a um pré-filtro para retenção de folhas e/ou sólidos maiores, para evitar entupimento do rotor da bomba. Esses modelos atendem piscinas residenciais e comerciais com vazão de até 25 mil litros por hora.

    Para as piscinas de maior porte, normalmente encontradas nos clubes, academias e hotéis, os modelos mais indicados são as motobmbas centrífugas, série BNRL, de 3 CV e 5 CV de potência, que são produzidas em ferro fundido e devem ser acopladas a um pré-filtro em polietileno rotomoldado, com tampa em ferro fundido e cesto em aço inoxidável, com vazão de até 52 mil litros por hora.

    Vale ressaltar que além das motobombas utilizadas no processo de filtração, a Nautilus disponibiliza outras linhas de motobombas para outros fins, tais como cascatas e duchas de hidromassagem (a linha de motobombas centrífugas da série HM) e funcionamento de sistemas de aquecimento solar (a linha de motobomas centrífugas da série NRD).

    Todas as motobombas da Nautilus são acopladas a motores elétricos da linha premium da WEG, que possuem alto torque de partida e são projetados para as condições da rede elétrica brasileira, reduzindo sensivelmente o risco de travamento e queima do motor. Dependendo das potências e uso, as motobombas para piscinas da Nautilus podem ser acopladas a motores elétricos 60Hz, monofásicos 127/220 Volts ou trifásicos 220/380 Volts.

      Ebook Cuidados com as Piscinas no inverno
Solicitar Orçamento:
Solicite seu orçamento através do formulário abaixo.
Se preferir, entre em contato diretamente pelo telefone ou e-mail.
  • Aproveite e cadastre uma senha abaixo para ter acesso completo ao maior Portal de Lazer do Brasil