Como fazer uma festa infantil segura na piscina

Postado em: 26/10/2018 às 11:00

Está sem tempo para ler este texto? Ouça-o dando play no áudio abaixo!

Não tem preço que pague o sorrisão do seu filho brincando com os amigos na piscina, né?

É por isso que cada oportunidade de ver as crianças se divertindo em uma festa infantil na piscina é única.

Mas, para que tudo vá bem, alguns cuidados são necessários. Infelizmente, o afogamento de crianças entre 1 e 9 anos é comum em piscinas caseiras, só que tomando as medidas preventivas adequadas é possível evitar que qualquer acidente aconteça.

É por isso que, para garantir a segurança e a diversão das crianças, separamos 6 dicas valiosas que com certeza vão lhe ajudar. Confere só:

1. Use piso antiderrapante ao redor da piscina

Imagine seus convidados chegando descalços ao redor da piscina. As crianças já estão conversando e se divertindo, correndo na direção da água com uma bola debaixo do braço.

Até que uma leva um tombo e começa a chorar.

Esse incidente com certeza pode ser evitado se, no lugar daquele piso escorregadio, que pode ser perigoso até para os mais velhos, você investir em um piso antiderrapante, que, mesmo molhado, previne que as crianças se desequilibrem e se machuquem.

2. Mantenha a manutenção da piscina em dia

A manutenção é feita com o objetivo de solucionar os problemas que comprometem a segurança das suas crianças.

Ao que você deve dar atenção para fazer uma manutenção?

  • Piso: deve ser antiderrapante para evitar acidentes, como o descrito acima. Também é preciso tomar cuidado com azulejos quebrados na piscina, que podem representar um grande risco para seus usuários.
  • Atenção às normas de segurança: essas normas não servem para dar mais burocracia: servem para sempre garantir sua segurança e a dos seus filhos. Por isso, é imprescindível que sejam seguidas. Profissionais qualificados podem te orientar quanto às melhores práticas para atendê-las.
  • Dispositivos automáticos anti-sucção: esse é um equipamento que monitora o fluxo de água da piscina, detectando obstruções ou bloqueios nos dispositivos de sucção (ralos de fundo ou skimmers) e aspiração instantaneamente e desligando a motobomba.
  • Ralos com tampas anti-aprisionamento: esse tipo de ralo ajuda a evitar que seu filho tenha o cabelo preso no ralo ao mergulhar, por exemplo.
  • Profissionais especializados: chame sempre alguém capacitado para fazer a manutenção da sua piscina. Esse profissional saberá o que necessita ser reparado e quais equipamentos sua piscina ainda precisa ter.

3. Evite brincadeiras perigosas na festa

As crianças amam brincar. É uma bola chutada pra lá, um brinquedo jogado pra cá. Tudo muito divertido.

O problema surge quando elas inventam brincadeiras perigosas, como empurrar umas às outras ou prender a respiração embaixo d’água, que frequentemente causam incidentes. E não é difícil uma criança se afogar nessas brincadeirinhas.

Por isso, supervisione sempre para que isso não aconteça, o que nos leva à próxima dica:

4. Supervisione sempre

Se não houver um adulto por perto, é melhor que não haja brincadeira na piscina.

As crianças podem se machucar, cair de mau jeito na água ou fazer alguma das brincadeiras perigosas acima citadas. Se mãe, pai ou responsável não estiverem por perto, um acidente pode acontecer sem ter ninguém para acudir.

Então, durante sua festa infantil, se certifique sempre de que há um adulto supervisionando cada criança. De preferência, o responsável por cada uma, para que não haja problemas ou divisão de responsabilidades.

5. Não deixe muitos objetos espalhados

Objetos espalhados no entorno da piscina, como brinquedos, podem fazer com que as crianças caiam e se machuquem.

Isso não significa, porém, que não pode haver nenhum brinquedo. Afinal, elas vão se divertir como? A única coisa que é necessária é prestar atenção na quantidade – e tipos – de objetos espalhados, para que acidentes não sejam causados pelo descuido do excesso.

O mesmo vale para copos e pratos, como aponta nossa sexta dica:

6. Use copos, pratos e talheres plásticos na festa

Não dá pra imaginar segurança em um ambiente com crianças e cacos de vidro espalhados no chão.

Copos e pratos de vidro ou porcelanato podem quebrar nas mãos de crianças animadas e agitadas e acabar com a festa. Por isso indicamos o uso de copos, pratos e talheres plásticos. É uma forma simples e barata de garantir a segurança da sua festa infantil na piscina e não dar margem para acidentes.

Concluindo

As crianças precisam se divertir e o papel dos responsáveis é garantir que elas se divirtam sem que nenhum acidente aconteça.

Essas dicas são algumas que você precisa dar atenção ao dar uma festa infantil na piscina. Mas ainda há vários outros pontos a se considerar, como entender os incidentes que podem ocorrer e como agir para evitá-los e tratá-los.

Por isso preparamos nosso Ebook “Segurança na piscina, diversão garantida”! Nele você terá todas as informações de que precisa para manter sua piscina sempre segura. Baixe aqui!

Comentários