Como a manutenção da piscina no inverno evita a água verde

Postado em: 13/07/2018 às 12:24

Está sem tempo para ler este texto? Ouça-o dando play no áudio abaixo!

Um dos maiores temores de quem tem uma bela área de lazer é programar um banho de piscina e verificar que a água está verde. Só quem já passou por essa situação sabe como é chato encontrar essa coloração e não poder aproveitar o espaço ou receber convidados para se divertir com a família no momento em que mais se deseja. Esse problema é bastante comum no inverno, quando é fácil acontecer descuido ou esquecimento de cuidar da manutenção da piscina.

No verão, ela representa um convite para se refrescar e fazer celebrações ao ar livre. Já nos meses mais frios, a tendência é deixá-la de lado até que as roupas de banho sejam bem-vindas novamente.

Evidentemente, é possível curtir a piscina no inverno, mas a frequência de utilização tende a ser menor – o que não significa que os cuidados com a limpeza e com o tratamento devam ser descontinuados.

No post de hoje, falaremos sobre a importância de realizar a manutenção da piscina no inverno. Mergulhe nas nossas dicas e se prepare para aproveitar a piscina o ano inteiro!

Água verde: por que esse problema é comum no inverno?

A cor verde na água da piscina é causada pela presença de algas. Se nada impedir o desenvolvimento dos microrganismos, eles se proliferam e dão essa coloração característica à água. Isso ocorre, sobretudo, em função da falta de tratamento ou devido à manutenção equivocada.

No inverno, o problema ocorre com frequência em virtude das chuvas e dos ventos fortes que acabam gerando acúmulo de folhas, galhos e insetos na água. Além disso, na maioria das vezes, por desconhecimento sobre o assunto ou por falta de tempo, a manutenção da piscina e o balanceamento da água acabam sendo feitos de maneira indevida.

A limpeza periódica e o tratamento da água são fundamentais para evitar a proliferação de algas e de larvas, que podem transformar a piscina em um potencial foco de doenças. Para ser benéfica ao banho, a água deve estar sempre límpida e cristalina. Além de ser um cuidado essencial para garantir o bem-estar de todos, a manutenção da piscina é importante para a sua saúde financeira, afinal, é mais barato manter tudo em dia do que realizar tratamentos de choque para tentar recuperar a qualidade da água.

Como fazer a manutenção da piscina no inverno?

Com relação à saúde da sua piscina, a prevenção é, sempre, a melhor solução. Por isso, é preciso realizar um tratamento contínuo e jamais abandonar a manutenção – mesmo durante o inverno. Confira algumas dicas para evitar a água verde:

Não esvazie a piscina

Todo mundo quer praticidade no dia a dia, certo? Esse desejo leva muita gente a pensar que a melhor maneira de manter a piscina no inverno livre de problemas é esvaziá-la.

Na verdade, essa atitude pode trazer graves prejuízos à estrutura, independentemente do material. Nas piscinas de vinil, a falta de pressão do volume de água pode fazer com que o material se desloque das paredes – e se entrar água ou sujeita nesses vãos, isso é fonte de problemas e despesas. Nas de fibra, a pressão da terra pode levantar o fundo da piscina. Já nas de alvenaria o problema são as fissuras, que provocam vazamentos e fazem com que o revestimento de ladrilhos corra o risco de se soltar.

Portanto, a manutenção da piscina é a melhor maneira de mantê-la sempre pronta e economizar, evitando reparos e investimentos desnecessários.

Remova a sujeira

Galhos, folhas e insetos que caem na piscina provocam turbidez e afetam a coloração da água; portanto, é fundamental recolher os resíduos.

O procedimento é bastante simples: basta retirar os detritos com a peneira. Lembre-se de que é muito mais fácil fazer isso enquanto eles estão na superfície – ou seja, antes de eles se firmarem no fundo da piscina.

Esfregar os azulejos e a borda também é importante, assim como aspirar o fundo da piscina. Dependendo da frequência de utilização, esse procedimento pode ser feito a cada 15 dias.

Realize o tratamento químico da água com assiduidade

Nos meses mais quentes do ano, os cuidados com a piscina devem ser redobrados devido ao seu uso mais frequente, mas ela também demanda atenção durante as outras estações.

As algas vão se reproduzindo com assombrosa facilidade e constância e vão tornando cada vez mais verde a aparência da água. Portanto, é essencial realizar a manutenção da piscina regularmente.

O pH e a alcalinidade devem ser medidos e, se necessário, corrigidos. Isso pode ser feito com a ajuda de medidores e de produtos específicos. O pH deve estar entre 7,2 e 7,6, e a alcalinidade entre 80 e 120 ppm (partes por milhão). Se você utiliza aquecedores, é importante saber que a água quente tem uma tendência a elevar o pH, consequentemente, é preciso fazer avaliações mais frequentes.

O residual de cloro livre também deve ser monitorado por meio de estojos de testes. O seu nível ideal é entre 1,0 e 3,0 ppm.

Não deixe a água parada

A água parada é o ambiente ideal para a proliferação de algas e outros parasitas. A manutenção da piscina também exige que a água seja filtrada diariamente para mantê-la limpa e em constante movimento.

Evidentemente, durante o inverno os equipamentos como bomba e filtro podem permanecer menos tempo ligados do que no verão – cerca de três horas por dia são suficientes.

O tratamento contínuo facilita os processos, e também torna a manutenção mais barata, diminuindo o gasto com produtos químicos.

Agora que você já sabe a importância da manutenção da piscina no inverno para evitar a indesejável água verde, que tal aprender outros cuidados necessários durante os meses mais frios? Até a próxima!

Comentários