6 dicas de segurança na piscina para ter um verão tranquilo com as crianças

Postado em: 21/02/2017 às 10:10

6 dicas de segurança na piscina para ter um verão tranquilo com as crianças

Piscina é diversão garantida entre as crianças, especialmente no verão, mas é preciso tomar alguns cuidados para que as brincadeiras tenham toda a segurança.

De acordo com uma pesquisa, os afogamentos são a segunda maior causa da mortalidade infantil no Brasil, atrás somente dos acidentes de trânsito.

Por isso, algumas medidas devem ser adotadas para garantir a segurança e o bem-estar de toda a sua família. No post de hoje, preparamos 6 dicas de segurança em piscinas para ter um verão tranquilo com as crianças, confira!

1. Garanta supervisão em tempo integral

Sem adultos, sem piscina! Mesmo que seu filho saiba nadar, nunca o deixe sozinho. Ele pode ter cãibras, se machucar, se assustar com a profundidade da piscina, etc. Atenção redobrada é fundamental, sobretudo, com crianças pequenas.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), os afogamentos mais comuns são os de crianças de 1 a 5 anos, que caem na piscina ou mergulham quando não há nenhum responsável por perto. Portanto, supervisão é fundamental com os pequenos!

2. Converse com seus filhos

Conscientizar as crianças é fundamental: fale a respeito dos riscos de acidentes e afogamentos para que elas entendam o perigo e a gravidade desses acidentes e fiquem sempre alertas.

Dê o exemplo. Não corra, não faça brincadeiras violentas ou inseguras quando estiver na piscina para que elas compreendam qual a postura devem assumir quando estiverem se divertindo.

3. Faça com que seus filhos utilizem equipamentos de segurança

O colete salva-vidas é fundamental para as crianças, e, mesmo com ele, elas irão se divertir na piscina. As boias e outros acessórios também podem ser usados, porém, é importante lembrar que não são eficazes em casos de afogamentos e que podem furar, esvaziar, escorregar ou até mesmo virar, o que representa um risco para os pequenos.

De acordo com recomendação do Corpo de Bombeiros, o colete salva-vidas é o único recurso confiável para a proteção da criança na água.

4. Instalação de cercas e portões de acesso à piscina

Cerque a área da piscina e isole o acesso com um portão com fechamento automático, que não possa ser aberto por crianças. Além disso, é válida a instalação de cercas protetoras verticais. Prefira cercas que não sejam possíveis de serem “puladas” pelas crianças.

A Sobrasa recomenda que as piscinas sejam protegidas com cercas de, no mínimo, 1,5 m. Já os portões devem, sempre, estar com cadeados ou trava de segurança, a fim de dificultar o acesso das crianças.

Brinquedos e outros atrativos devem ser mantidos longe da piscina, pois as crianças podem acabar os derrubando dentro da água e se afogar tentando alcançá-los. Lembre-se, ainda, de instalar piso antiderrapante ao redor da piscina, a fim de evitar acidentes.

5. Atenção com equipamentos e limpeza da piscina

Invista em bons equipamentos, como proteção de ralo de fundo com sistema anti-aprisionamento e bocal de aspiração com tampa de fechamento automático para evitar acidentes com a sucção de cabelo ou outras partes do corpo.

6. Antes de construir a sua piscina, conheça a Norma

Antes de projetar ou contratar a construção de sua piscina, saiba que existe uma norma para isso, a NBR-10.339-ABNT. Ao seguir as suas recomendações, a sua piscina, além de muita segurança, terá grande eficiência no funcionamento dos equipamentos.

Para o dimensionamento de todos os equipamentos/redes hidráulicos necessários para sua piscina, baixe gratuitamente o aplicativo NAUTILUS nas lojas virtuais da Apple e Android e confira as recomendações da norma. Caso você já tenha uma piscina em sua casa, procure uma revenda NAUTILUS de sua confiança para que ela possa lhe orientar como tornar a sua piscina ainda mais segura.

Não descuide da segurança e garanta momentos de alegria e descontração em família no verão! Esses são alguns dos pontos essenciais para você ficar de olho na segurança das crianças em piscinas e, assim, desfrutar tranquilamente dos momentos de diversão, ao lado da sua família.

Você ficou com alguma dúvida sobre essas medidas de segurança relacionadas ao uso das piscinas? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima. 

bannerebook

Comentários